6 de fev de 2008

Minuano

MinuanoMinuano me sopre ao pé do ouvido, boas novas de terras distantes.Noticie a paz no mundoO amor entre os homensA conversão da fé em uma verdade única e absolutaSufoque com seu sopro divino o egoísmo dos donos do mundoMinuano espalhe por ai as conversas de boca miúdaPropaguei os segredos dos que cochicham pelos cantosMinuano poeta primeiro de horas incertas sopre seus versosPelos vales profundos Por entre a selva de pedrasPreencha este vazio com sua poesiaMultiplica por milhões a intensidade dos ventos produzidos pelo bater das asas da borboleta azulVarra pra longe daqui esta loucura que é viver.

Nenhum comentário: