19 de abr de 2008


Izabela

Linda flor ainda em botão.
Em sua plenitude e vida, já deixou
saudades, neste mundo de cão.

Botão a desabrochar ao mundo.
Isabela lhe tira seus sonhos de menina.
Deste mundo contaminado pelo mal.

Ceifando Izabelas da vida.
Sei que não vai voltar mais.
Lá no céu juntas as Izabelas da vida.

Linda flor ainda em botão.
Pouco deixou de sua istória em vida
Ficou uma lição de maldade sem perdão.


Eliza Gregio

Nenhum comentário: