28 de abr de 2008

SENTIMENTO CALADO



SENTIMENTO CALADO


Em um segundo! Deparei-me com um olhar.
De alguém a me despir, um olhar calado.
Ao surpreende lo ficou meio encabulado
por telo pego aquele olhar tão roubado..

Aquele penetrante olhar, como se quisesse falar
como uma criança fazendo algo errado,ficou envergonhado.
Mas foi lindo sentir, aquele olhar desesperado.
Olhar mudo, que me tocou tão fundo.

Ele me suprendeu! Senti um calor, fiquei a sorrir
Disfarçando aquele momento, de tanto encantamento.
A boca que se calou, olhar que me despiu, o coração ficou a explicar.
Aquele sentimento! Morreu calado no peito.

Eliza Gregio


Nenhum comentário: