19 de jun de 2008

Romantismo?!

Sou como Alberto Caieros
que docemente toca seu rebanho
que vive o mundo sem pensá-lo
desperto a beleza que a vida
proporciona apesar de tudo.

Armas nucleares e extremismos não me atraem
Sou com Ghandi que com sua simplicidade
mostrou que a essência é melhor que a aparência.

Pergunte-me o que quero se tiverem coragem:
Sossego!!
Não me amole e não pense que sou esnobe
vivo pela poética da vida
transmitida na brincadeira de uma criança
toda serelepe no jardim da infância.

Agora se isso é romantismo piegas
por favor me perdoem.
Não quero ser corrompido
pela ambição maldita
que dita as regras de uma vida de sucesso,
já que esta, é um tanto relativa
movida pelo consumo desenfreado
de uma sociedade que encontra somente nas coisas
a única razão de sua vida.


Rafael de Paula

Um comentário:

Ederson Rocha disse...

Boa cara, nada como a poesia para nos sanar deste mundo hostil...