12 de jul de 2008

RESGATE

No lençol que cobre a cama eu escrevo poesia
Vou deixar nele marcado meu momento de agonia
Coração está morrendo, está batendo devagar
Veja como estou sofrendo, esta é a dor de amar
Volte logo meu amor ,salve o meu coração

To esperando o resgate, urgência de salvação
Continuo neste quarto escrevendo no lençol
Esperando o resgate me levar pra ver o sol

O passado é passado, me perdoe se eu errei
Já paguei os meus pecados, eu sei que te magoei
Volte logo meu amor ,salve o meu coração

To esperando o resgate, urgência de salvação
Eu preciso urgentemente uma sala de cirurgia
Restaurar meu coração preencher com alegria
Venha logo meu amor, brindaremos a paixão
Leia neste meu lençol, quanta dor e solidão
Volte logo meu amor ,salve o meu coração
To esperando o resgate, urgência de salvação


Jane Rossi e Eliza Gregio

Nenhum comentário: