5 de nov de 2008

PÓLEN

Eu Choro... 
Nem uma lagrima no rosto 
Coração. Vão aberto... 
Vale exposto... 
Rio desgosto... 
Chuva Lágrima... 
Dia a Dia... 
Grão de areia no deserto 
Nuvem posta feito leque 
A cobrir... 
O Ser. Agir... 
Flor exposta... 
Longa trilha... 
Na origem útero mãe. 
Semente vida filho terra. 
Eras aqui... 
A tua espera 
Pólen encanto a respirar. 
Eu choro feto... 
Efeito inicio... 
Fato em flor... 
Efeito brote. 
Explosão Pólen do amor. 
Sobre a face da terra fecundo.

Francisco Lopes Bessa

Nenhum comentário: