18 de set de 2009

NATUREZA

Paciência escassa
Venha abrandar a alma
Daqueles que com muita pressa
Provam da comida de forma ávida
Sem apreciar a natureza
Que nada cobra pela sua beleza.

Pena que o concreto
Venha infernizar esse muito inquieto
Em que formigas e cigarras
Cantam e trabalham
Sem a menor relutância
Pela labuta.



Rafael de Paula.

Nenhum comentário: