21 de mar de 2010

pele



Edson Bueno de Camargo


ando tão só
que nem a minha sombra me reconhece.

ando tão sombra
que nem a solidão se reconhece minha

reconheço tão sombra
que a solidão nem anda sobre minha pele

Nenhum comentário: