25 de mar de 2011

A JANELA

.

Luz, de onde vens?
Encandeias meu ninar,
Energia vitalizadora...

Fantasma, de onde vens?
Assustas meu sono.
"Santa Inquisição" da infância...

Horizonte, de onde vens?
Embalas meus sonhos,
Caminho trilhado por muitos...

Marginal, de onde vens?
Te fecharam todas as portas,
Abro-te minha janela...

(Manoel Hélio)

Nenhum comentário: