8 de mar de 2011

a poesia é a mulher onde está o melhor de mim agora




parte



onde em minha índole
se esconde o ser feminino
e que me fala esta parte
ainda obscura em mim

tenho aprendido
a ouvir esta voz quase calada
sussurro suave sublime
sob subjugo cruel e impiedoso
de patriarcados e opressões religiosas

mas sinto:
carrego mais da grande mãe
da terra que criou tudo e chama tudo de volta
do que tenho me apercebido

há uma geradora de início de tudo
há uma criadora de mundos
há uma necessidade maternal
sob a pele grossa e dura
de criar a verdade com a palavra
palavra princípio feminino por excelência
pois as coisas se criam assim que nomeadas

a poesia
é a mulher onde está o melhor de mim agora

(in "cabalísticos" - coleção Orpheu - Multifoco - 2010)

Um comentário:

Manoel Hélio disse...

Edson Bueno de Camargo,

Nós poetas somos xamãs na busca do verso perfeito... E o seu encontro começa aqui: "a poesia
é a mulher onde está o melhor de mim agora"... Fantástico!

Saudações Poeta

Manoel Hélio
poeta