8 de fev de 2008

MEU PARANÁ

Terra forte terra firme
Vermelha como sangue
Sinto contato da areia entre
meus dedos

Meus pés avermelhados
Aquele cheiro gostoso de terra molhada
Ver a semente germinar deste solo fértil.

A respirar este ar puro meus pulmões a estranhar
Adormecer em um só sono e acordar com o galo cantando
Acordo assustada sem saber direito em que lugar estou.

Depois calma fico a meditar, como e bom reviver este momentos
Neste chão paranaense, fico triste pois para minha selva
de pedra terei que voltar, onde tenho tantas historia a contar
que um dia meus filhos e netos terão lindas historias do meu lindo Estado do PARANÁ.

(Escrito por Eliza A . G Gregio 5/01/2008)

2 comentários:

sasgre disse...

Parabéns Eliza...
Muito bonito seu poema!
Como Paranaense, não poderia deixar de registrar meu comentário!
Linda homenagem ao nosso Paraná!

Eliza Gregio disse...

Obrigado Sasgre amo aquele meu Paraná, que um dia por lá vou voltar.
e neste chão que um dia, quero morrer,em esta terra fertil um dia renascer. um abraço Eliza