26 de abr de 2008

ENLACE FUGIDIO

Uma tristeza no olhar
no horizonte avistado
tentando contemplar
a beleza que paira no ar.

Ela é tão perfeita
que parece uma miragem
ou uma propaganda de cigarros
que vendem o bonito vício
de acreditar que posso possuir
aquilo que se esfarela em minhas mãos;

fazendo da minha imaginação
o último recurso
de recordar os seus gestos
divinos aos meus olhos
fazendo crer que o óbvio
me é interessante.

E o retrato que guardo na estante
eternizou o instante
em que nossas mãos se uniram
num enlace fugidio.


Rafael de Paula.

Nenhum comentário: