18 de abr de 2008


Infinito



Além da vida, é mistério

Minha mente vive a buscar

Dentro do mundo obscuro

Vivo sempre a idealizar.

Voando alto como a águia

e sem medo, busco longe

no infinito de minha alma

Fujo deste mundo sem cor

.Quero da vida, o colorido

O sonho, a magia, o amor

Ver o sorriso adormecido

Esquecer que existe dor.

Vou pincelar o meu mundo

Pintar como se fosse uma tela

Reescrever minha vida

Assim como fotonovela.



Eliza Gregio e Jane Rossi


Nenhum comentário: