16 de mai de 2008

Filosofia de bar

Quero respirar novos ares
desviar-me do hades
com a destreza de um guia
que se orienta pelos astros.

Meu universo é pequeno e intenso
tão efêmero quanto a passagem do cometa Halley
tão irreverente quanto o Van Halley
e se uma pedra estiver no meu caminho
darei um verdadeiro jump
driblando todas as eventualidades.

E quando tudo estiver focado em mim
direi que sou uma estrela
que orienta os reis magos desse planeta
que me presenteiam com todas qualidades
necessárias para sobreviver nesse mundo
às vezes surreal e absurdo.

E se você estiver com algum problema
fala que eu te escuto.
E com essa filosofia de bar
que leva tudo na brincadeira
entre cerveja e drinques de uísque
que se consome tão rápido quanto um cigarro
ou um amor de verão
transformando o cristão em pagão
quase parafraseando Pessoa
de que tudo vale a pena
desde que não vá ferir a alma
daqueles que têm a fé de um grão de areia.



Rafael de Paula.

Nenhum comentário: