17 de mai de 2008

INFÂNCIA

O que será que virá
sol, neve ou chuva?
O que será que dirá
quando nos encontrarmos na rua
em que desde moleque
jogava futebol marcando o gol
oferecendo uma homenagem a meu amor?

Parece uma obra-prima
aquele beijo roubado
que me deixou um pouco envergonhado
após o ato ilícito,
esquecendo dos dias amargos
em que aguardava alguma coisa
que iria mudar minha vida
um tanto viciada de tanta rotina.

Olho a praça abandonada
com uma certa nostalgia
lembrando das cores vivas
do vestido que você vestia.

Tudo foi e nada será
como nos longinquos dias
em que éramos tão pueris
quanto querubins
na sua forma mais divina.


Rafael de Paula.

Nenhum comentário: