10 de mai de 2008

PROFUNDO E VAGO

Tudo é profundo e vago...

Toda palavra é somente a lembrança do dizê-la...

E assim a poesia é somente a confissão daquele que se entregou profundamente à vida,

nem mais nem menos...

Infeliz daquele que não se entrega...

Não possuiu a vida e ela não guardará sua lembrança...

Somos restos mortais de alguém que ainda vive...

Guarda o pensamento da coisa apenas por ela existir, pois tu não és a coisa

Toda palavra é somente a lembrança do dizê-la...

E se quiseres guardar uma lembrança de mim, não me leia.

Observe os raios de sol despedindo-se comovidamente ao cair da tarde.

Isso te bastará.

Nenhum comentário: