14 de mai de 2008

SONETO DE SEMPRE

Óh! Brilho intenso e radiante,
O intenso brilho da esmeralda.
És, foi e será minha amante.
És, foi e será minha amada.

Óh! Toque sublime dos semblantes,
O sublime toque da enluarada.
És, foi e será minha adornante.
És, foi e será minha adorada.

És, foi e será para sempre
Minha querida, minha mulher.
És foi e será sempre em frente

Tudo que quer e o que não quer.
És, foi será só minha semente
Que irá brotar n’um jardim qualquer.

Chris Clown Oliveira

Nenhum comentário: