26 de jul de 2008

A chama

Há uma chama etérea
Envolvendo corações
Em busca de conhecimentos
Prazeres e inquietudes...

Uma chama de incerteza
Que envolve a juventude,
E esta parte para o desconhecido

Há um fogo
Surgindo em corações apaixonados
Mas estes
Sem saber por quê
Consomem-se e se usurpam
Uns aos outros como canibais

Uma nuvem de mistério
Que ao longo dos tempos
Despertou nas pessoas
Uma busca pelo sentido da existência
A se confundir em instintos
Intelectual, emocional
O ser...

Se consumindo pela chama
Não a chama de mistério
A chama da vida
Que tal como pavio
Caminha para um fim,
No entanto
A vida pulsa, transpira
Exala um perfume de autenticidade
Que poucos conseguem sentir
E esta juventude desorientada
Sem um horizonte ou um cais
Detém-se a admirar os mais velhos
E se encantam por suas teorias
Presumindo conhecer da chama
A trajetória.
Ederson Rocha

Nenhum comentário: