6 de ago de 2008

Parque da Luz

Em meio ao caos urbano
aqui nesta cidade tão cinza
no meio do stress cotidiano
sentei e descansei
aliviando a dor que já não mais sentia

pois num determinado instante
pude contemplar este espaço verdejante
que no centro da cidade está a transformar
toda poluição que cerca, purificando o ar...

Sim!Pude estar lá
é tão belo o lugar onde pude encontrá-la
tu natureza que está à extinguir...

nesse formoso lugar
palco de movimentos sociais
uma obra de arte a brilhar
e características de um tempo que não volta mais

natureza
aqui pude te ver
e ao contemplar sua beleza
da vida cheguei a esquecer...

Praça da Luz
em meio a essa floresta de pedra
és abrigo que conduz
ao ar puro respirar

do alto do jardim inglês
vejo pássaros a cantar
é triste ver o que o homem fez
e o progresso com tudo à arrasar
(mas a natureza é tão bela
e nossa certeza irreal
das coisas que existem no mundo
pois a máquina de fazer felicidade não existe,
e isso de ser rico de dinheiro é ilusão
oh vida cotidiana no continente ocidental)
No meio da praça
ao admirar a beleza da fonte
no meio de tanta beleza que não faça
manter o pensamento perto,e longe...
Vejo tudo tão cinza e sem cor.


Ederson Rocha

Nenhum comentário: