22 de set de 2008

Carnaval

Faço das fantasias
o enredo para um grande carnaval
cantando a melodia de um povo
que encontra nos festejos
a fuga de todos os medos.

E para não passar batido
bebo minha caipirinha vendo caipora
pois nessas horas o som está alto
e minha consciência baixa
cometendo os pequenos deslizes
para que ao recuperar da ressaca
fique acanhado no outro dia
lembrando de todos os micos que paguei.

E no ano que vem tem outra festa
mas a gente não pode esperar por esta
a vida é curta
e a morte com a sua foice sussurra em meu ouvido
dizendo que terá minha cabeça
e antes que a perca é bom ter um sorriso nos lábios.



Rafael de Paula.

Nenhum comentário: