22 de set de 2008

PRECE



que a esperança renasça em seu último suspiro
e que seja vibrante como o primeiro choro de uma criança
doce como um filhote
bonita como uma bola de gude nova
leve como bolhas de sabão
que tenha o bom cheiro das coisas que nunca foram usadas
e que ela não seja
apenas um produto
nas mãos de quem quer se promover às custas da fé alheia
mas sim o bálsamo
que anseiam os corações desiludidos e cansados da mesquinhez humana
assim como o meu.


Lidiane Santana

Nenhum comentário: