24 de dez de 2008

Tenho amor pra dar e vender
Preciso encontrar alguém
Que queira pagar pra ver
Que tenha coração pra receber
Que entende meu amor por silepsia
Que reflita minha vida por poesia

Meu amor já não dou mais
Porque já cansei de sofrer
Quanto mais eu distribuo, ele some
mas volta a aparecer

Ah se você quisesse o meu amor
Talvez eu desse todo dia
Um verso e uma flor
Pois pra quem não queria
Tu virastes agonia de homem sofedor
E como era boa de papo e filosofia
Me deixou ainda de fiador
E eu que pago por ter tanto amor
Pra dar e vender

Marcelino

Nenhum comentário: