9 de fev de 2009

MOLDURA DE CERA

.
Meu antagonismo se repete
de um modo tão reprimido,
Que faz crer que eu me complete
e não sou tão repetido.
.
E não raro pelas ruas
Onde vou, meu descaminho,
De uma sombra forma duas
E não sou tão mais sozinho.
.
Só palavras, nenhum gesto
Só rabiscos num bilhete,
Sou de mim o imanifesto
Da poeira de um tapete.
.
O.T.Velho

Nenhum comentário: