16 de jul de 2009

Anjo sem asas...


Anjo sem asas
.
Quem será que disse um dia
Que pra ser anjo é preciso asas?
Quem quer que tenha sido
Nunca lhe viu adormecido em sua fragilidade...
Também nunca viajou
Na inocência que habita em teu sorriso...
E nunca sentiu na alma
O poder que existe
Nos carinhos dessas mãozinhas!
Quando as lágrimas brotam nestes olhinhos,
Sei perfeitamente que mesmo não sendo azuis,
Ainda assim, são lágrimas de um anjo!
Meu anjinho sem asas,
sem olhos azuis
e sem cachinhos dourados!
Dourados são os sonhos
por onde sua imaginação me leva!
Sem asas voamos sobre o mar,
Flutuamos sobre os jardins
E patinamos com os beija-flores!
Há! Quanta magia existe nestes olhinhos que não são azuis!
Quando pela primeira vez me olharam,
Pareciam duas pérolas negras...
E me enfeitiçaram!
Sorriu pra mim e nos meus braços se aninhou...
Então entendi, que o anjo que tava ali...
Veio do céu pra ser um rei...
Sem asas,
frágil,
de negros olhinhos molhados
e sorriso pidão...
Querendo apenas um canto no meu coração...
Então entendi
que esse anjo pidão,
Veio pra mim com uma missão...
Veio florir o meu coração!
Veio pra me fazer feliz!
.
Rosane oliveira

Um comentário:

Betânia Uchôa disse...

Rosane linda amiga, cada espaço aberto para te acolher é sinal do seu valor no mundo da poesia. Parabéns!!! Você merece todo sucesso!

Beijos