23 de mar de 2010

As vezes tudo o que queremos é o conforto de um seio.




As vezes tudo o que queremos é o conforto de um seio.

Um comentário:

Gerber de Sá disse...

As vezes o que nos resta é só o conforto de um seio...!

como na infância!!!