15 de fev de 2008

SONHADORA

Vivo a sonhar, tento realizar;
nem sempre consigo, quase nunca;
volto a sonhar, me perco em meus sonhos.

Viajo longe alcanço os céus brinco com as estrelas.
Fico a sorrir com o sol e durmo com a lua cheia.

Busco novos horizontes fico a vibrar entre sonho;
Perco o sono sempre uma buca sem fim.

Muitas vezes fracasso caio e me levanto;
com mais força para sonhar.
Sonhar me faz viajar dentro de mim onde ninguém pode chegar.

Onde ninguém posso levar, (oceanos de águas escuras) onde encontro o meu eu;
sem medo de voar vivo a sonhar, acordada dormindo também tanto faz
prefiro sonhar a vida inteira, do que viver a realidade em um pesadelo.

03/02/2008

Escrito por Eliza A .G. Gregio

Nenhum comentário: