7 de abr de 2008

O ENCONTRO

Encontro com a morte todo dia
Por vezes ela é dor
Alguma vez euforia
Eu a vejo todo dia
Me olha com olhos baços
Pra ela eu estendo os braços
e imploro que deixe comigo
alguém que se fez meu amigo...
Sei que um dia virá em minha direção.
Peço apenas tempo pra pedir perdão
Dos meus pecados, dos meus erros, do meu penar...
Será tristeza ou será alegria?
Não sei se será sorte ou azar.

Elly.

Nenhum comentário: