24 de mai de 2008

Junto das estrelas

Enquanto o trigo no campo
balança ao sabor do vento
surgem uns mil pirilampos
voando... piscando lentos...

E na minha fantasia
olhando a noite mansa
penso no que haveria
além do meu eu criança...

Talvez a vontade de ir
para junto das estrelas
e mais que feliz descobrir
que há jeito de trazê-las.

Pego no bolso a caixa
de fósforos sem palitos
e encho com uma faixa
de brilhos do infinito...


Osvaldo Heinze

Nenhum comentário: