1 de jun de 2008

AL DA VIDA


SAL DA VIDA

Suas lágrimas, em meu rosto escorrer
assim vivo a sofrer, já me cansei, de viver;
pôr você, que nem vem a perceber.

Eu sinto ,o sabor do sal ,em meus lábios
a tocar, insiste a escorrer em meu olhar
lágrimas que descem calada sufocada.
o sal da vida se manifestando em mim.

Eu!sempre a esperar que enxugue minhas
lágrimas, minha pele já ressequida pelo sal
estas lágrimas quente e transparente.
Talvez! Seja pôr isto que não podes ver.


Eliza Gregio


Nenhum comentário: