18 de jun de 2008

ANDARILHO DA NOITE

Ele volta para casa
Numa noite qualquer da vida
O vento range portões
Enquanto se aprofunda
Num sentimento de alma
De por que estar pensando
Ou sentindo...

Pessoas assistem TV
E algumas luzes se apagam
O andarilho da noite
É pessoa recordando da vida
Buscando consciência de mundo
Casas cheias de silêncio
Num novo dia que surgirá
Distantes de um céu estrelado
Sem afago do universo
Nesta noite...

Soturno,
O andarilho da madrugada
Busca no seu silêncio
Um silêncio vazio de alma
Qualquer metafísica superficial
Da cruel situação humana
Contra o supérfluo da existência
No seu ridículo pensamento de lua
De estrela e universo
De andarilho soturno,
Questionador da existência...

Ederson Rocha

Nenhum comentário: