18 de jul de 2008

INDEFINIÇÃO

Permaneço indefinido
escolhendo as nuvens para pousar
e o cupido conversa comigo
e diz em tom amigo
se eu desejo me flechar
e ser como a maioria dos mortais
que almeja ser algo mais
só para ter um ombro amigo
para se encostar.



Rafael de Paula.

Nenhum comentário: