16 de jul de 2009

Assim é ser poeta!


Assim é ser poeta!

Estranhas vidas desprovidas de maldade,
Doces seres que não sabem ser metade
Jóias raras reluzentes
Loucos seres de almas transparentes
A cultuar a liberdade!

Nos braços,
Trazem a esperança,
No peito aberto,
Levam a união.
Seu desafio é a aliança
Entre corpo, alma e coração!

Estranhos lindos seres
Muitos ainda nascerão,
Anjos sem asas
Semeadores de emoção!

Estranhas almas a vagar
A semear letra a letra
Nas asas de uma caneta
Fazem o amor transbordar!

Que estranhos seres são esses (Castelo Hanssen)
Que nunca se cansam de amar!
E levam o seu dia a dia
Vivendo de poesia!

Rosane Oliveira

Nenhum comentário: