25 de mar de 2011

DÉBORA


Hoje quis escrever algo que falasse de mim
De você
De nós
Algo que ao mesmo instante que fosse poético fosse real
Não consegui folheei meu velho dicionário
E não encontrei palavras para definir isto que nos envolve
Que me envolve intensamente
A primeira vez que a senti
No brilho azul dos seus olhos
Senti você
Pura
Menina
Adolescente
Adulta
Ser humano
Nesse momento houve uma recíprocidade imensa
Sinto que você me ama
A dimensão
O tamanho desse amor
Não sei
Diga que estou sonhando
Que não é verdade
Que fui apenas precipitado
Antes que eu morra de amor
Não sei qual será a sua resposta
Antes de tudo
Quero um minuto só
Só um minuto
Para sentir-lhe
E dizer só pra mim
"Tudo isso é muito lindo, para ser verdade!"

(Manoel Hélio)


Nenhum comentário: